Assistência

Outros Serviços Especiais

Crianças e Menores

Crianças e Menores

  • Trasporte de crianças e menores: Generalidades

    • Para efeitos de transporte aéreo, se considera menor toda a pessoa que não tenha completado os 12 (doze) anos de idade na data do voo. Aerolíneas Argentinas/Austral distinguem duas classes de menores: Bebês e Crianças (Child).

     

  • Infantes

    • Consideramos INFANTE aquele menor de 2 anos de idade incompletos na data de início da viagem para voos Domésticos / Regionais / Internacionais. Qualquer que seja o destino do voo (Doméstico, Regional ou Internacional), os passageiros considerados por Aerolíneas Argentinas/Austral como INFANTE deverão viajar obrigatoriamente acompanhados por seus pais ou responsáveis a cargo, sem direito a ocupar assento. No caso de solicitar assento para o infante, poderá ocupá-lo pagando a tarifa de um menor (CHILD). Neste caso por motivos de segurança, o passageiro adulto deverá segurar em seus braços o bebê durante a decolagem, aterrissagem e em todo momento que se indique manter afivelado o cinto de segurança.
    Somente é permitido viajar um Infante por cada passageiro adulto.
    A viagem não é recomendável para os recém nascidos até os 7 (sete) dias de vida.
    Por motivos de segurança, não se poderá transportar os Infantes utilizando a cadeirinha de automóvel, fornecida pelo passageiro.
    O sistema de check-in confirmará automaticamente um assento com dupla máscara de oxigênio, no caso de um adulto viajando com um infante.

  • Tarifas para Infantes

    • Doméstico: Tarifa free (sem custo, nem direito a ocupar assento).
    • Regional / Internacional: Paga 10% da tarifa aplicável de adulto mais os impostos e custos correspondentes (sem direito a ocupar assento).

  • Solicitação de moisés para infantes

    • Aerolíneas Argentinas aceita reservas de moisés para bebês com peso que não supere os 10 kg. Considerando que o moisés tem uma longitude de 70 cm em su interior, o bebê deverá medir menos, para poder solicitar o serviço. Somente se aceitam requerimentos em equipamentos Airbus A330 e A340. No momento da decolagem e da aterrissagem o infante debe ser segurado nos braços. A quantidade máxima de moisés permitidos por aeronave será de 4 (quatro).
    • Para efetuar a reserva se deverá contatar com um mínimo de 24 horas de antecedência o Call Center (0810-222-86527). A reserva e confirmação do moisés é condicional e não se garante que o serviço esteja disponível no voo reservado.

     

  • Menores

    • Consideramos ciranças (child) aquele menor entre 2 (dois) e 12 (doze) anos de idade incompletos na data de início da vaigem para voos domésticos / regionais / internacionais.

     

  • Tarifas para crianças

    • Menor acompanhado
    • Paga a tarifa de CHILD aplicável segundo a regulamentação respectiva.

    Menor Desacompanhado
    • (A partir dos 5 anos poderão viajar sozinhos solicitando à empresa aérea o Serviço de Menor Desacompanhado)
    • Viajando sozinho em voos Domésticos: Pagará tarifa de CHILD, ou seja, respeitando o desconto correspondente à tarifa aplicada, mais um custo adicional pelo serviço de menor desacompanhado. Tal custo se cobra por trecho e por passageiro.
    - Rotas Domésticas: 30 dólares

    Viajando sozinho em voos Regionais/Internacionais: Pagará tarifa de CHILD, ou seja, respeitando o desconto correspondente à tarifa aplicada, mais um custo adicional pelo serviço de menor desacompanhado, variável de acordo com o destino. Tal custo se cobra por trecho e por passageiro.
    - Rotas Regionais (países limítrofes com Argentina): 60 dólares.
    - Rotas Internacionais: 100 dólares.

     

  • Menor desacompanhado (viajando sozinho)

    Na Aerolíneas Argentinas/Austral trabalhamos para que os menores possam desfrutar de sua experiência de voar sozinhos, para isso te oferecemos o “Serviço de Menor Desacompanhado”.
    Este serviço consiste no acompanhamento do menor/jovem pelo pessoal da companhia ao longo de todas as etapas da viagem, desde o mostrador do check in até a porta de embarque, durante o voo e no aeroporto de destino.
    • Menores de 5 a 11 anos completos deverão solicitar obrigatoriamente o serviço de “Menor Desacompanhado”.
    • Jovens de 12  a 15 anos completos poderão viajar sozinhos ou contratando de maneira opcional o serviço de “Menor Desacompanhado”.
    O  menor ou jovem poderá viajar sozinho sempre e quando não apresente contra indicação  para viajar em avião e possa:
    1. compreender as instruções de segurança que brinda a tripulação,
    2. Colocar-se a máscara de oxigênio e o cinto de segurança,
    3. contribuir fisicamente com sua própria evacuação em caso de uma emergência.
    No caso que não possa cumprir com alguma das três condições deverá viajar com uma pessoa maior de idade.
    Deverá reservar o serviço de menor desacompanhado com um mínimo de 72 horas de antecedência ao voo através de nosso Contact Center 0810-222-86527 ou em qualquer Loja de Vendas e a confirmação ficará sujeita a disponibilidade no voo escolhido.
    O serviço de menor desacompanhado está disponível unicamente em voos diretos ou em conexão até 5 horas operados pela Aerolíneas Argentinas e Austral.
    O pai/cuidador/curador do menor ou jovem deverá apresentar a documentação necessária para a viagem segundo seu destino.  No momento do check in deverá completar e assinar o formulário de Menor Desacompanhado, onde notifica-se das condições de transporte para que a viagem seja possível. No mesmo se registrarão tanto os dados do responsável do menor no aeroporto de saída como no destino, indicando-se para ambos os casos nome e sobrenome, RG, números de telefone de contato e domicílios.
    Taxas de Serviço de Menor Desacompanhado:
    A taxa de serviço a aplicar por trecho e por passageiro, varia segundo o destino:
    Rotas dentro da Argentina: USD30
    Rotas regionais: USD60
    Rotas Internacionais: USD100
    A taxa deste serviço possui devolução, independentemente das condições da tarifa aplicada.
    A taxa aplica-se a bilhetes prêmio do programa Aerolíneas Plus.    

    O Serviço de menor desacompanhado não está disponível nos seguintes casos:
    • Voos com conexões que requeiram pernoitar de um dia para outro.
    • Voos que possuam conexões com troca de Aeroporto em Buenos Aires (AEP/EZE).

    • Menores viajando com animais de estimação, nem na cabine nem no porão do avião.

    • Menores viajando com CRS a bordo (sistema de retenção infantil - Child Restraint System).

    • Menores desacompanhados que apresentem uma situação médica que requeira intervenção do Departamento Médico da Empresa

    Conselhos práticos

    Antes da viagem Não esqueça de verificar os documentos necessários segundo o destino do menor. É importante que a criança possa transportar sua bagagem de mão. Conte a ele sobre as etapas da viagem e assegure-se que reconheça o uniforme do pessoal que o acompanhará em sua experiência.

    No aeroporto de origem é importante respeitar a apresentação no aeroporto:
    120 minutos antes para voos nacionais
    180 minutos antes para voos a países limítrofes e internacionais.
    Lembre-se que deverá permanecer no aeroporto até que nosso pessoal confirme a saída do voo.

    No aeroporto de destino Assegure-se que o responsável do menor esteja esperando no aeroporto com a documentação que confirme sua identidade. Nossa equipe verificará que seja a mesma pessoa que foi informada no formulário no aeroporto de origem.

  • Requisitos migratórios gerais para todos os menores de idade

    Em voos Regionais e Internacionais
    - ACOMPANHADO POR AMBOS PROGENITORES:
    Para que o menor possa sair do país acompanhado por ambos progenitores deverá apresentar o RG ou PASSAPORTE do INFANTE que confirme a filiação.
    - ACOMPANHADO POR SOMENTE UM DE SEUS PROGENITORES, FAMILIAR, AMIGO OU VIAJANDO SOZINHO:
    Para que o menor possa sair do país sem seus progenitores ou com somente um deles, se deverá confeccionar uma permissão de viagem, legalizada diante de um escrivão público ou juiz competente, e apresentar RG ou PASSAPORTE do INFANTE.

    Em voos Domésticos
    Não é requisito obrigatório a permissão anteriormente detalhada, mas é necessária que tanto o menor como seus pais compareçam com documento que comprove sua identidade (RG ou PASSAPORTE), exceto os destinos de Salta, Jujuy, Catamarca e La Rioja (ver documentação requerida).
    Novos requisitos de acordo à disposições da Polícia de Segurança Aeroportuária (PSA) para o traslado de menores que viajam para/desde Salta, Jujuy, Catamarca e La Rioja:
    A Polícia de Segurança Aeroportuária (PSA) no marco da competência que determina a Lei 26.102 e conforme estabelecido nas leis 25.179, 26.364 r 26.061, dispôs certas medidas para fortalecer o atendimento e proteção às crianças e adolescentes. Neste sentido se solicitou a colaboração da Aerolíneas Argentinas para o requerimento de documentação específica para aqueles passageiros que viajem com menores de idade ou quando estes desejem viajar sozinhos para/das províncias de Catamarca, La Rioja, Salta e Jujuy.
    A exigência da PSA consiste em confirmar a autorização de viagem por aqueles que exerçam a pátria potestade ou tenham uma autorização judicial aos mesmos fins e efeitos.
    A continuación se detalham os documentos que cada menor de idade deve apresentar para sua viagem, em cada caso:
    -Menores de idade que viajem com um acompanhante:
    Deverão apresentar documento de identidade das pessoas que viajem e autorização dos pais, legalizada diante de um escrivão público ou juiz de paz na qual devem constar os dados pessoais do acompanhante responsável que viaja com o menor, como também o RG ou PASSAPORTE do menor de idade.
    -Menores de idade que viajem com seus pais:
    Deverão apresentar o documento de identidade das pessoas que viajam e certidão de nascimento ou de casamento para efeitos de confirmar a filiação, como também o RG ou PASSAPORTE do menor de idade.
    -Menores de idade que viajem com somente um dos pais:
    Deverão apresentar o documento de identidade das pessoas que viajam e certidão de nascimento ou de casamento para efeitos de comprovar a filiação, como também RG ou PASSAPORTE do menor de idade. Frente ao incumprimento total ou parcial de algum destes requisitos, o pasajero deverá dirigir-se aos escritórios da PSA localizada no Aeroporto no qual embarque. A Polícia de Segurança Aeroportuária (PSA) é a única autoridade que pode autorizar ou negar o embarque (conforme faculdades determinadas pela Lei 26.102).
    A fim de colaborar com a PSA, Aerolíneas Argentinas/Austral solicitará aos passageiros que viajem portando a documentação acima citada, a fim de evitar demoras ou posteriores inconvenientes e com o objetivo de resguardar e proteger os interesses das crianças e adolescentes.

    Requisitos da “Permissão/autorização de Viagem” para a entrada e saída de menores para/da República Argentina:
    • Conforme a Disposição 31.100/2005, que modifica o Art. 2 da Resolução 2895/85 emitida pela Direção Nacional de Migrações, a partir de 16 de Agosto de 2005 entrou em vigência a normativa com respeito às distintas 'Formas de autorização' para a entrada e saída de menores ao país, segundo Memorandum Nº 1662/2005.
    • Tal norma determina que as autorizações realizadas diante de Escrivãos, Juízes ou outras autoridades competentes deverão ajustar-se aos seguintes requisitos:
    • Requisitos que devem cumprir para SAIR do país os cidadãos argentinos menores de idade e os cidadãos estrangeiros residentes permanentes ou temporários menores de idade na República Argentina:
    • Quando se trate de um menor de 0 a 6 anos, viajando sozinho, obrigatoriamente, deverá especificar-se na autorização, o lugar de destino da viagem, nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio de quem recebe o menor.
    Aerolíneas Argentinas/Austral não permite menores de 0 a 5 anos incompletos, viajando sozinhos. Somente se permite a viagem de menores sozinhos a partir dos 5 anos de idade completos.
    Sem prejuízo ao indicado no parágrafo anterior, no caso de menores de 6 anos que viajem sozinhos ou acompanhados por terceiros maiores de idade alheios às pessoas de seus pais, deverão ser assentados em um registro especial que a tal efeito levará a Direção Nacional de Migrações.
    Quando se trate de um menor de 6 a 14 anos, viajando sozinho, obrigatoriamente, deverá especificar-se na autorização, o lugar de destino da viagem, nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio de quem recebe o menor.
    Quando se trate de um menor de 14 a 18 anos, viajando sozinho, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização, o lugar de destino da viagem.
    Quando se trate de um menor de 0 a 6 anos, que viaje sem seus pais, acompanhado por terceiros maiores de idade, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização a permissão de saída, o lugar de destino da viagem, nome e sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio do Acompanhante maior de idade.
    Sem prejuízo do indicado no parágrafo anterior, no caso de menores de 6 anos, que viajem sozinhos ou acompanhados por terceiros maiores de idade alheios às pessoas de seus pais, deverão ser assentados em um registro especial que a tal efeito levará a Direção Nacional de Migrações.
    Quando se trate de um menor de 6 a 18 anos, acompanhado por terceiros maiores de idade, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização o lugar de destino da viagem, nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio do acompanhante.
    Em quaisquer dos casos acima, todos os passageiros deverão apresentar RG ou PASSAPORTE válidos (de acordo à exigência de cadas país de destino).
    Requisitos que deve cumprir para INGRESSAR à República Argentina os estrangeiros transitórios em caso que estes foram menores de 14 anos de idade:
    • Quando se trate de um menor de 0 a 6 anos, viajando sozinho, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização, nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio de quem recebe o menor.
    Contudo, Aerolíneas Argentinas/Austral não permite menores de 0 a 5 anos incompletos viajando sozinhos. Somente se permite a viagem de menores sozinhos a partir dos 5 anos de idade completos.
    Sem prejuízo ao indicado no parágrafo anterior, no caso de menores de 6 anos, que viajem sozinhos ou acompanhados por terceiros maiores de idade alheios às pessoas de seus pais, deverão ser assentados em um registro especial que a tal efeito levará a Direção Nacional de Migrações.
    Quando se trate de um menor de 6 a 14 anos, viajando sozinho, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização, o nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio de quem recebe o menor.
    Quando se trate de um menor de 0 a 6 anos, acompanhado por terceiros maiores de idade, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização, o nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio do acompanhante.
    Quando se trate de um menor de 6 a 14 anos, acompanhado por terceiros maiores de idade, obrigatoriamente deverá especificar-se na autorização, o nome, sobrenome, tipo e número de documento de identidade e domicílio do acompanhante.
    Informação de acordo à Disposição 31.100/05 publicada no Boletim Oficial, 3 de agosto de 2005.
    • Nova disposição para Menores que viajam ao Reino Unido:
    • A partir de 12 de Fevereiro de 2006, todos os menores de 18 anos que necessitam visto para ingressar ao Reino Unido e que viajam como visitantes, deverão possuir um visto endossado 'Child visitor' (Visitante Child).
    • Tal visto pode ser emitido tanto para menores acompanhados como desacompanhados.
    VISTO VISITANTE CHILD DESACOMPANHADO: Permite que o Child viaje sozinho ao Reino Unido. Contudo, admite a possibilidade que viaje com um adulto.
    VISTO VISITANTE CHILD ACOMPANHADO: Válido somente para aqueles menores que viajam com o/os adulto/s cujo/s nome/s se encontra/m endossado/s no visto. Nenhum outro adulto pode atuar como acompanhante do menor.
    Para maiores informações, comunique-se com o Consulado Britânico.
    Estes tipos de Visto não se aplicam para:
    - Menores de 18 anos que tenham emitido seus vistos antes de 12 de Fevereiro de 2006.
    - Os vistos que não sejam Child Visitor, por exemplo, visto de estudantes.
    - Uma vez que o menor tenha completado os 18 anos, o Visto Visitante Child será aceito como um visto de Visitante.

    MENORES VIAJANDO À ÁFRICA DO SUL:
    Todo passageiro menor de 18 anos que ingresse ou egresse da República da África do Sul, deverá apresentar a seguinte documentação no momento do embarque:
    A documentação que devem apresentar para a saída da República Argentina se mantém sem alterações.
    Menores viajando com ambos os pais
    1- Certidão de nascimento original ou fotocópia autenticada, além de passaporte válido do menor de idade. Não necessita tradução.
    Menores viajando com um dos pais:
    1- Certidão de nascimento original ou fotocópia autenticada, além de passaporte válido do menor de idade.
    2- Opção A  Autorização para menor feita em cartório público, traduzida para o inglês, legalizada diante do Colégio de Tradutores e com firma reconhecida.                         
        Opção B  "Formulário" confeccionado e firmado no Consulado/ Embaixada da África do Sul,
        Opção C  "Formulário" confeccionado e firmado por  Escrivão Público com carimbo e matrícula, para o interior do país, onde não contam com um Consulado próximo.
    3- Fotocópia do passaporte ou identidade do pai que não viaja com o menor, autenticada em cartório público ou no Consulado/ Embaixada, dependendo de onde tenha sido realizado o trâmite.   
    4- No caso de um dos pais ser falecido, apresentar a Certidão de Óbito traduzida para o inglês e com firma reconhecida.
    Menores viajando sem os pais com outro adulto:
    1- Certidão de nascimento original ou fotocópia autenticada, além de passaporte válido do menor de idade. Não necessita tradução.
    2- Opção A  Autorização para menor feita em cartório público, traduzida para o inglês, legalizada diante do Colégio de Tradutores e com firma reconhecida.                         
        Opção B  "Formulário" confeccionado e firmado no Consulado/ Embaixada da África do Sul,
        Opção C  "Formulário" confeccionado e firmado por  Escrivão Público com carimbo e matrícula, para o interior do país, onde não contam com um Consulado próximo.
    3- Fotocópias dos passaportes ou identidade dos pais, autenticadas em cartório público ou no Consulado/ Embaixada, dependendo de onde tenha sido realizado o trâmite. 
    4- No caso de um dos pais ser falecido, apresentar a Certidão de Óbito traduzida para o inglês e reconhecida em cartório.
    5- Fotocópia do passaporte do adulto com o qual viaja, não necessita legalizá-lo.
    Menores viajando sozinhos:
    1- Certidão de nascimento original ou fotocópia autenticada, além de passaporte válido do menor de idade. Não necessita tradução.
    2- Opção A = Autorização para menor feita em cartório público, traduzida para o inglês, legalizada diante do Colégio de Tradutores e com firma reconhecida.                         
        Opção B = "Formulário" confeccionado e firmado no Consulado/ Embaixada da África do Sul,
        Opção C = "Formulário" confeccionado e firmado por  Escrivão Público com carimbo e matrícula, para o interior do país, onde não contam com um Consulado próximo.
    3- Fotocópias dos passaportes ou Identidade dos pais, autenticadas em cartório ou no Consulado/ Embaixada, dependendo de onde tenha sido realizado o trâmite. 
    4- No caso de um dos pais ser falecido, apresentar a Certidão de Óbito traduzida para o inglês e com firma reconhecida em cartório.
    5- Fotocópia do passaporte ou Identidade da pessoa que o espera na África do Sul, autenticada nesse país. 
    Nota: O formulario de consentimento não poderá ter mais de 3 (três meses) de realizado no momento da viagem.
    O Governo Sul Africano não reconhece os menores emancipados, todos os menores de 18 anos devem cumprir com esta regulamentação. 

     

  • Crianças e menores viajando em assentos ou arnês (Sistema de Retenção para Crianças-CRS)

    Na Aerolíneas Argentinas/Austral estamos trabalhando para que você e seus filhos tenham uma viagem  mais cômoda e segura, é por isso que agora bebês e crianças poderão viajar utilizando seu próprio Sistema de Retenção de Crianças (CRS pelas suas siglas en inglês) que inclui assento e/ou arnês autorizado para uso a bordo.

    Nos casos em que o uso do CRS seja por necessidades especiais de suporte:

    • Autoriza-se para pessoas de até 17 anos, sempre e quando o peso coincida com o indicado na etiqueta.
    • Poderá ser solicitado completar o formulário MEDIF, para a avaliação por parte do Serviço Médico da Companhia.
    • Deverá realizar-se a solicitação através de nosso call center entre os 10 dias e até 72 horas hábeis antes da partida de seu voo para consultar os requisitos a cumprir.
    Se decidir utilizar algum dos CRS autorizados por comodidade, deverá realizar a reserva com um mínimo de 48horas de antecedência da partida de seu voo.
    Para mais informações, não exite em contactar-nos ao 0810-222-86527.

    Em todos os casos há certos requisitos que deverá cumprir:

    • O CRS deverá contar com as certificações para uso em aviões, indicada nas  etiquetas com alguma das seguintes legendas:
    1."This child restraint system conforms to all Federal Motor Vehicle Safety Standards" (Este sistema de retenção para crianças se ajusta a todas as Normas Federais de Segurança para Veículos Motorizados) ou "this restraint is certified for use in motor vehicles and aircrafts" (este sistema de retenção foi certificado para ser usado em veículos motorizados e aeronaves).
    2. A aprovação de um governo extrangeiro ou uma etiqueta que mostre que o assento foi fabricado segundo as normas das Nações Unidas. A Etiqueta é de cor laranja, deve indicar ECE R 44/04 que é a normativa de homologação do assento, a palavra  “Universal”  que indica a possibilidade de instalação em qualquer veículo, a faixa de peso autorizado, a letra “E” como símbolo de homologação Européia seguido de um número e o número de homologação e de série do assento.
    3. No caso de uso de Arnês a legenda de aprovação é "FAA Approved in Accordance with 14 CFR21.8(d), Approved for Aircraft Use Only" or "FAA Approved in Accordance with 14 CFR 21.305(d), Amd 21.50 6-9-1980, Approved for Aircraft Use Only”. Existe somente um fabricante extrangeiro que possue esta certificação para arnês.
    • O adulto acompanhante é o responsável de fornecer o CRS que corresponda segundo peso e tamanho da criança. Deverá verificar que o mesmo encontra-se vigente para seu uso.
    • As crianças menores de 2 anos, viajando com sua cadeira, deverão contar com um ticket com tarifa de menor pago na mesma cabine que o adulto.
    • No caso de que a etiqueta esteja danificada, desgastada ou seja ilegível, deverá apresentar o manual do CRS, onde se possa verificar as  certificações que possua e onde conste a informação de limite de peso e instruções de colocação.
    • O adulto deve viajar na mesma cabine que viaja a criança com cadeira ou arnês, em assento seguido, e é o responsável da correta colocação a bordo do CRS.
    •O CRS deve poder colocar-se em um assento de 40.5 cm ou 16 polegadas de largura.

    Pre-reserva de assentos e restrições:

    Os CRS somente poderão localizar-se nos assentos predeterminados segundo a configuração do avião e disponibilidade. É por isso que recomendamos solicitar a reserva do assento uma vez realizada a compra, através do  nosso Contact center  0810 222 86527, mais ainda quando se indique a colocação da cadeira em direção contrária ao deslocamento do avião.
    Nos mostradores de atenção do Aeroporto, se verificará que o CRS  encontre-se habilitado  para seu uso a bordo. Por isso recomendamos que se apresente com a antecedência requerida segundo seu destino:
    Voos Domésticos: 120 minutos antes da saída do voo
    Voos Regionais e internacionais: 180 minutos antes da saída do voo.
    Os CRS que não cumpram com os requisitos já informados deverão ser despachados como bagagem no porão.
    Não estão permitidos para uso a bordo os assentos elevados ou booster nem aquelas cadeiras que não possuam cinto de segurança tipo arnês nem respaldo.
    Para mais informações, não exite em contactar-nos as 24 horas ao 0810-222-86527. 


Ver mais
Grávidas

Grávidas

  • Generalidades sobre grávidas

    • O tratamento de mulheres grávidas será de aplicação indistinta em voos domésticos, regionais e internacionais.

    Poderão embarcar:
    Se permite o embarque de todas as mulheres grávidas, que não superem os 8 meses de gestação (às que ainda lhes falte 1 mês ou mais da data prevista para seu parto) sem completar nenhum formulário.
    Aquelas grávidas que espontaneamente manifestem superar tal tempo de gestação, ou o expressem ao consultar nossa companhia, ou o declarem diante de um requerimento do pessoal de tráfico, por dúvidas ao presumir um evidente estado avançado de gravidez, poderão embarcar somente completando o formulário Transporte de Passageiras Grávidas -Pregnant Passenger Transport- que será entregue no aeroporto e que deverá estar acompanhado por um atestado médico autorizando a viagem onde afirme não haver risco de parto a bordo.

    Não poderão embarcar:
    • Não poderão embarcar aquelas mulheres que apresentem gravidez em finalização, parto iminente ou ameaça de aborto.
    Segundo recomendações IATA, não é aconselhável a viagem em avião para passageiras grávidas durante os 7 dias anteriores à data prevista de parto, nem as mulheres que tão somente tenham transcorrido 7 dias ou menos do parto.

     


Ver mais
Mascotes

Mascotes

  • Transporte de mascotes na cabine

    • Respondendo às necessidades de seus passageiros, Aerolíneas Argentinas permitirá viajar com mascotes na cabine.
    Será exclusivamente em trechos domésticos e somente cães e gatos.
    A reserva e a venda do serviço de Mascotes na Cabine (PETC) poderá realizar-se através do call center e o serviço deverá ser solicitado com 72 horas prévias ao voo, ou nos Aeroportos (sem reserva prévia), sempre e quando se cumpram todos os requisitos estabelecidos e o voo se encontre com disponibilidade para o transporte de mascotes.
    • O serviço é tarifado. As tarifas a aplicar são por trecho e seu valor depende do destino da viagem.
    O translado de mascotes na cabine deve cumprir uma série de requisitos, entre os quais, que os filhotes devem ter mais de 45 dias de vida. O peso máximo permitido a transportar por animal com a jaula incluída, será de 9 (nove) kilos. Também é necessário contar com um certificado de saúde, concedido por um profissional veterinário registrado, ter em dia a vacina antirrábica, e ser desparasitado interna e externamente.
    As mascotes deverão ser trasladadas em uma caixa (jaula) adequada, que se localizará debaixo do assento dianteiro do passageiro, e somente se aceitará um animal (cão ou gato) por passageiro até um limite de quatro por voo. Um em Club Economy e três em classe turista)
    Designação de assentos segundo o equipamento:
    AR (B737 - B738 – Airbus): somente assento central na Cabine Turista e janela na Cabine Club Economy.
    AU (E190): somente no corredor.
    • Nota: A localização da caixa (jaula) varia segundo a frota.
    Os cães-guia, como é usual, podem viajar aos pés do passageiro.
    Aerolíneas Argentinas brinda, desta maneira, outro serviço a seus passageiros para que possam viajar sem separar-se de suas mascotes.
    Importante: O serviço de transporte de mascotes na cabine (PETC) aceitará para seu traslado, raças de cães e gatos "braquicéfalos".

     

  • Tarifas

    Tarifas para transporte de mascotes na cabine

    DOMÉSTICO
    Para/de Buenos Aires - tarifas por trecho-

    » Argentina 1 (Bahía Blanca - Córdoba - Mar del Plata - Paraná - Rosario - Santa Fe - Santa Rosa - Río Cuarto): ARS 1.290 + IVA.

    » Argentina 2 (Catamarca - Chapelco - Corrientes - Formosa - Iguazú - Jujuy - La Rioja - Mendoza - Neuquén - Posadas - Resistencia - Río Hondo - San Juan - San Luis - San Rafael - Santiago del Estero - Salta - Trelew - Tucumán - Viedma e todos os intertramos. Exceto: -Intertramos de/para Ushuaia e Río Grande (iincluído em Argentina 6) -Córdoba - Ushuaia e Salta - Ushuaia (iincluído em Argentina 4)): ARS 1.890 + IVA.

    » Argentina 3 (Bariloche - Comodoro Rivadavia - El Calafate - Esquel - Río Gallegos): ARS 2.390 + IVA.

    » Argentina 4 Argentina 4 (Trechos de / para Ushuaia/Río grande, Córdoba - Ushuaia y Salta - Ushuaia ) ARS 2.390 (sin IVA).

    » Argentina 6 Intertramos dentro da Argentina de / para Ushuaia e Río Grande  ARS 1.890 sin IVA.

    REGIONAL (solo países limítrofes)
    De/para Buenos Aires -tarifas por trecho-

    » Todos os destinos - Países limítrofes: USD 240 + Impuestos (se corresponde)

    - Brasil e Chile: não corresponde impostos

    - Uruguay: IVA del 7,5%

    - Paraguay: IVA del 2,5%

    - Bolivia: IVA del 14,94% 

    - Os valores são reembolsáveis.
    - Permite troca em caso de alteração de rota. 

    Tarifas para transporte de mascotes no porão

    O traslado de mascotes no porão como bagagem acompanhada não está incluído dentro da franquia livre de bagagem, por tanto se deverá pagar o valor de excesso correspondente, segundo se detalha a continuação: 

    Para Voos Domésticos (dentro da Argentina):

    Os AVIH não se encontram incluídos na restrição do peso máximo permitido de 32k, portanto só serão aceitos com o pagamento do valor correspondente. (Ver quadro de excessos aplicáveis para AVIH).

    Todas as rotas:

    Domestico (valores com IVA incluido)
    Dentro da Argentina até 23 kg: ARS 650
    de 23 a 32 kg: ARS 1000
    mais de 32 kg: ARS 2000
    Os voos para / de Tierra del Fuego estão isentos de IVA.

    Regional
    Uruguay / Brasil até  23 kg: USD 60
    de 23 a 32 kg: USD 120
    mais de 32 kg: USD 240
    Bolivia / Paraguay / Chile Perú / Colombia / Venezuela até 23 kg: USD 80
    de 23 a 32 kg: USD 160
    mais de 32 kg: USD 320

    Internacional
    Europa / Caribe / USA até 23 kg: USD / EUR 200 -*-
    de 23 a 32 kg: USD / EUR 300 -*-
    mais de 32 kg: USD / EUR 400 -*-
    -*- EUR: voos com origem na Europa USD: voos com origem no Caribe / USA

  • Generalidades sobre o traslado de mascotes

    Com respeito ao transporte de mascotes na cabine ver item "Transporte de mascotes na cabine".
    Está permitido o traslado de mascotes (cães e gatos) como bagagem acompanhada em aviões de fuselagem estreita (Embraer 190) e é condicional dependendo da situação climática imperante no momento do embarque.
    Se considera um caso especial o do cão-guia, que poderá viajar na cabine, sem custo, como acompanhante de um passageiro que, por deficiência visual, cegueira ou surdez, dependa do animal. O animal deverá estar equipado com focinheira e arreios adequados e não poderá ocupar assento.
    O transporte de mascotes, tanto se trate de animais domésticos como silvestres, exige uma série de trâmites que tem a ver com a documentação necessária, o acondicionamiento para a viagem e os requisitos para o ingresso ao destino para onde viaja.

    Visto a variedade de regulamentações e o estrito cumprimento dos tempos e normas (particularmente as internacionais), sugerimos iniciar os trâmites com suficiente antecipação.
    Os passageiros que desejem viajar com suas mascotes deverão despachá-las como bagagem acompanhada, sujeito à disponibilidade do porão e das condições que se descrevem nesta seção. Se recorda que a reserva do porão deve realizar-se até 48 horas antes da saída do voo. Devido à diferença das condições dos porões das aeronaves para transportar um animal em condições seguras, informamos que a reserva para o traslado de mascotes é condicional. A reserva não assegura ao passageiro que sua mascote viaje no mesmo voo, caso suceda, a mesma é responsabilidade do passageiro, não da empresa aérea.
    Se a mascote viaja sozinha (sem o passageiro, como bagagem desacompanhada), deverá despachar-se como carga, cumprindo com as mesmas condições, mas canalizando tudo através do setor CARGAS.


    Importante
    • A partir del ° de Março de 2014 NÃO se aceita o traslado como bagagem acompanhada de raças de cães e gatos 'Braquicéfalos', comumente chamados 'de nariz chato', tanto em voos Domésticos como Regionais e Internacionais, em aviões de fuselagem estreita e longa. O envio destas raças de cães e gatos somente poderá realizar-se como Cargas / Jet Paq.
    Estes animais são muito sensíveis ao calor, têm dificuldades respiratórias e para regular a temperatura corporal, portanto as condições de temperatura são mais restritivas para este tipo de raças.
    • Importante: O serviço de transporte de mascotes na cabine (PETC), aceitará para seu traslado a raças de cães e gatos "braquicéfalos".
    A modo informativo se enumeram algumas das raças braquicéfalas:

    Bulldog / Bulldog Inglês / Bulldog Americano / Bulldog Francês / Boxer / Boxer Japonês / Boston Terrier / Chin Japonês / Pug / Pug Chino / Pug Alemão / Pequinês / Lhasa Apso / Chow Chow / English Toy Spaniel / Mastiff / Staffordshire Bull Terrier / Spaniel Tibetano / Shih Tzu / Griffon de Bruxelas Burmês / Exóticos / Himalaios / Persa

     

  • Restrição de traslado de mascotes no porão em determinados equipamentos

    De acordo ao solicitado pela Gerência de Operações Austral e pela Direção Comercial, se informa que, para voos a partir de 26 de Dezembro de 2016, se restringe, por razões técnicas, o traslado de AVIH (Mascotes no porão em equipamentos Embraer operados por Austral, em voos que superem as 2 (duas) horas.

    Tal restrição se aplica tanto para rotas Domésticas e Regionais bem como os trechos internos nacionais e regionais.

    Considerando o tempo de voo, os únicos destinos, em voo direto, que estarão habilitados para aceitar uma solicitação de Serviço de AVIH, são os seguintes:

    Doméstico de AEP/EZE-:
    San Rafael / Bahía Blanca /  Corrientes / Córdoba / Catamarca / Formosa / Iguazú / La Rioja / San Luis / Mar del Plata / Mendoza / Neuquén / Paraná / Posadas / Río Hondo / Trelew / Resistencia / Río Cuarto / Rosario / Santa Rosa / Santa Fe /  Santiago del Estero / Tucumán / San Juan / Viedma 

    Regional -de AEP-EZE-:
    Asunción / Montevideo / Punta del Este / Porto Alegre
    Trechos internos Domésticos:
    Mar del Plata-Mendoza / Mendoza-Mar del Plata
    Mar del Plata-Rosario / Rosario-Mar del Plata
    Rosario-Iguazú / Iguazú-Rosario
    Mendoza-Salta / Salta-Mendoza
    Salta-Córdoba / Córdoba-Salta
    Córdoba-Iguazú / Iguazú-Córdoba
    Córdoba-San Luis / San Luis-Córdoba
    Córdoba-Río Cuarto / Río Cuarto-Córdoba
    Córdoba-Resistencia / Resistencia-Córdoba
    Córdoba-Tucumán / Tucumán-Córdoba
    Córdoba-Ushuaia / Ushuaia-Córdoba
    La Rioja-Catamarca / La Rioja-Catamarca
    Comodoro Rivadavia-Río Gallegos / Río Gallegos- Comodoro Rivadavia
    Río Gallegos-Ushuaia / Ushuaia-Río Gallegos
    Rosario-San Rafael / San Rafael-Rosario
    Rosario-Salta / Salta-Rosario
    Trechos internos Regionais:
    Punta del Este-Rosario / Rosario-Punta del Este
    Córdoba-Punta del Este / Punta del Este-Córdoba

    Se deverá ter em conta que a restrição do traslado de AVIH em voos que superem as 2 horas não aplica nos equipamentos operados por Aerolíneas Argentina.

  • Documentação para voos Domésticos (dentro da República Argentina)

    • O traslado de mascotes na cabine deve cumprir uma série de requisitos. Os filhotes devem ter mais de 45 dias de vida. Também é necessário contar com um atestado de saúde, concedido por um profissional veterinário matriculado, ter em dia a vacina antirrábica, e ser desparasitado interna e externamente.


    Para transportar cães e gatos, deverá apresentar a seguinte documentação:
    - Atestado veterinário de boa saúde e antirrábica, emitido com não mais 10 dias de anterioridade à partida do voo.
    - Certificados de vacinação correspondentes.

     

  • Documentação para voos Regionais e Internacionais

    • Devido à aplicação de medidas restritivas para o transporte de animais para o exterior do país, o passageiro deverá, em primeira instância, informar-se no Consulado ou Embaixada do país ao qual viaja, dos requisitos exigidos.
    • Para mais informações, por favor comunicar-se com o Call Center da Aerolíneas Argentinas/Austral em seu país.
    • Para voos Regionais e Internacionais (partindo do Aeroporto de Ezeiza)
    • Segundo resolução SE.NA.SA. Nº 1354/94, informamos que somente se poderão despachar mascotes de Ezeiza (EZE) como bagagem acompanhada para o exterior, quando os passageiros apresentem a Permissão de Embarque de Animais Vivos o qual será entregue pela Oficina del SE.NA.SA. Ezeiza, prévia ao embarque da mascote nesse aeroporto.
    Cabe destacar que, sem tal Permissão, o passageiro NÃO poderá despachar sua mascote.

     

  • Procedimento para a obtenção da Permissão de Embarque de mascotes por parte do passageiro

    • O passageiro deverá se apresentar nos balcões do SE.NA.SA. no aeroporto de partida (EZEIZA) quatro horas prévias ao embarque, a fim de que um inspetor dessa instituição realize a constatação física, documental e de leitura do microchip - se corresponde - do animal em questão.
    • O trâmite requer que o passageiro apresente:
    - O Atestado Veterinário Internacional ou Atestado Zoosanitário de Exportação, original e fotocópia, outorgado por Veterinário Habilitado (Av. Brasil e Av. Balbin).
    - Toda a documentação sanitária específica, vacinas, etc. exigidas pelo país de destino, original e fotocópia.
    - A mascote
    • Realizada a inspeção, o pessoal do SE.NA.SA. entregará ao passageiro uma Permissão de Embarque, em três vias, que habilita o passageiro a realizar o Check-in com sua mascote. Uma das cópias ficará para o posto de fronteira e o passageiro deverá apresentar o original e uma das cópias da Permissão nos balcões de Check-in.
    • REQUISITOS PARA A AUTORIZAÇÃO DO INGRESSO DE CANINOS E FELINOS DOMÉSTICOS À REPÚBLICA ARGENTINA (do exterior)
    • 1- Apresentação por parte do proprietário do animal do atestado de saúde animal de origem concedido pela autoridade oficial do país de procedência ou por quem tenha sido delegada tal função, o qual deverá conter os requisitos detalhados no Anexo I da presente. Este atestado ficará retido no arquivo do posto.
    • 2- Apresentação por parte do proprietário do animal da constância de vacinação antirrábica, para todo cachorro ou gato de 3 (três) meses ou mais de idade, o qual uma vez constatado será devolvido, já que não deve ser retido.
    • Esse registro deverá conter os dados da vacina, com a validade da mesma segundo a periodicidade autorizada para tal vacina. Se o animal for menor de 3 (três) meses, tal circunstância terá que constar no certificado descrito no ponto 1).
    • 3- Que a mascote não apresente, no momento da inspeção clínica, sintomas de enfermidade, em especial daquelas infectocontagiosas próprias da espécie.
    • Anexo I
    • Requisitos sanitários para autorizar o ingresso de caninos e felinos à República Argentina procedentes de países membros do Mercosul:
    Certificação
    A) Deverão estar acompanhados de um certificado zoo sanitário e de uma constância de vacinação antirrábica, quando corresponda, emitido pela autoridade oficial do país de procedência, ou por quem seja designado para tal função, no qual deverá constar:
    A.1) Dados de identificação do proprietário: sobrenome e nome, domicílio. Dados de identificação do animal: raça, sexo, data de nascimento, pelagem, tamanho e sinais particulares.
    A.2) O país de procedência e o de destino.
    A.3) A constância de vacinação antirrábica que será requerida para todo canino e felino maior de 3 (três) meses de idade, tendo sido realizada pelo menos 30 (trinta) dias antes da data de ingresso do animal no caso dos primo-vacinados, e com uma vigência não maior de um ano.
    O certificado sanitário deverá assegurar que o animal identificado foi examinado dentro dos 10 (dez) dias prévios ao embarque, não apresentando nenhum sinal clínico de enfermidades próprias da espécie.
    B) Pagamento da tarifa fixada pelo Senasa em conceito de inspeção veterinária de importação.
    Quarentena
    Os animais que cumpram com os requisitos mencionados, não realizarão quarentena de importação. No caso de suspeitas de enfermidades infecto-contagiosas zoonóticas ou de alto risco para a República Argentina, o pessoal do Serviço arbitrará os meios que assegurem seu isolamento e/ou medidas de quarentena correspondente.
    • Para mais informações, sugerimos visitar a página web www.senasa.gov.ar

     

  • Adequação da Caixa - Jaula

    Para transporte na cabine:
    • O animal deverá ser trasladado em uma caixa/jaula adequada, com fundo impermeável, e fornecida pelo passageiro. A mesma deverá ter a qualidade necessária, enquanto à resistência, ventilação, segurança e comodidade para o tamanho do animal. A caixa deve permitir ao animal estar cômodo, poder mover-se e deitar-se.
    No caso de que a caixa não reúna as condições de aceitação, não poderá ser aceita para o embarque.
    Medidas da Caixa (Jaula):
    • Dimensões máximas das mesmas, para ambas cabines, deverão ser as seguintes:
    - Bolsa para a caixa: 48 cm de comprimento, 30 cm de largura e 20 cm de altura.
    - Caixa rígida: 48 cm de comprimento, 30 cm de largura e 17 cm de altura.
    • Para transporte no porão:
    • O animal deverá ser trasladado em uma caixa-jaula adequada, com fundo impermeável, e fornecida pelo passageiro. Somente se poderá trasladar 1 (um) animal por cada caixa-jaula. A mesma deverá ter a qualidade necessária, enquanto à resistência, segurança e comodidade para o tamanho do animal, ventilação e uma fechadura que garanta que não se abrirá em nenhum momento, caso contrário deverá levar uma cinta metálica de segurança. Enquanto à viagem, não se fornece nenhum tipo de alimentos ou bebidas em escalas intermediárias, e nem se desembarca o animal.


    REQUISITOS DE INGRESSO
    PERU
    UNIÃO EUROPEIA
    REINO UNIDO
    AUSTRALIA

     


Ver mais
Solicitação de Assento Extra

Solicitação de Assento Extra

  • Serviço de assento extra (extra seat) para voos dentro da Argentina e voos Regionais

    • Este serviço se oferece àqueles passageiros que, por razões médicas ou por conforto, solicitem um assento extra em voos dentro do território argentino e em países limítrofes (Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai, Uruguai).


    CASOS MÉDICOS
    Trate-se daqueles passageiros que solicitem um assento extra por sua condição física, já seja por compleição ou por lesões e que o serviço médico da Aerolíneas Argentinas/Austral deverá autorizar mediante o formulário 'INCAD-MEDIF e um Formulário denominado Solicitação de Transporte de passageiros corpulentos/lesionados com requerimento de Assento Extra'.
    • Aerolíneas Argentinas concederá o assento extra sem custo algum.
    • Para baixar o formulário INCAD-MEDIF, clique aquí.
    • Para baixar o formulário “Solicitação de Transporte de passageiros corpulentos/lesionados com requerimento de Assento Extra”, clique aquí.
    CONFORTO
    Trata-se daqueles passageiros que solicitem um assento extra para sua própria comodidade (não por necessidade física) pagando a totalidade do assento extra.
    Para mais informações comunique-se com nosso Call Center ao 0810-222-VOLAR (86527).
    LEI DE NÃO DISCRIMINAÇÃO BASEADA NA INCAPACIDADE NO TRANSPORTE AÉREO PARA PASSAGEIROS QUE VIAJEM DE/PARA OS ESTADOS UNIDOS.
    Http://airconsumer.ost.dot.gov/rules/Part%20382-2008.pdf
     

     


Ver mais
Comidas Especiais

Comidas Especiais

  • Disponibilidade de comidas especiais

    • Os passageiros que devam seguir uma determinada dieta (por razões médicas, religiosas ou culturais) poderão solicitar à Aerolíneas Argentinas uma alternativa à comida prevista. Também nos casos de menus especiais para bebês e crianças menores de 12 anos.
    Esta lista de comidas especiais está disponível em sua totalidade para voos internacionais. Nos voos regionais e domésticos, no momento estão disponíveis somente os menus aptos para celíacos, sem glúten.
    Os mesmos deverão ser solicitados no momento de fazer a reserva, comunicando-se com o Call Center ou através de um de nossos escritórios comerciais, com um mínimo de 72 horas de antecipação ao voo e tendo em conta os destinos e classes para as quais estão disponíveis.
    Disponibilidade de comidas especiais segundo Voos/Classes/Destinos


    Tipos de Comida:
    Comida à base de frutas
    Comida pobre em gordura e colesterol
    Comida baixas calorias
    Comida leve
    Comida com baixo conteúdo de sódio
    Comida muçulmana
    Comida hindu
    Comida kosher
    Comida lacto-ovo vegetariana
    Comida para bebê
    Comida para diabéticos
    Comida para crianças
    Comida sem glúten
    Comida sem lactose
    Comida vegetariana asiática
    Comida vegetariana sem lácteos

     

  • Frutas secas

    Em voos domésticos, em classe econômica, oferecemos snakcs de frutas secas.

    Em voos internacionais, em classe Club Cóndor, servimos uma entrada que também contém as frutas secas, e as mesmas também podem decorar sobremesas de ambas as cabines.

    Lamentavelmente não podemos oferecer uma alternativa, nem garantir que outros passageiros não levem as frutas consigo a bordo, por isso não temos como garantir uma cabine livre dos mesmos. 

    Recomendamos encarecidaemnte a nossos clientes que tomem as precauções médicas necessárias para estar preparados diante do risco de exposição. É de suma importância consultar seu médico especialitsa no caso de apresentar antecedentes alérgicos e realizar o tratamento indicado, prévio à sua viagem.

    Para mais informações, favor contatar os escritórios da Aerolíneas Argentinas, redes sociais, página web ou nosso Call Center 0810 222 VOLAR (86527)

     


Ver mais